FÃS DE ELVIS, QUEREMOS SUA OPINIÃO!

Responda nosso rápido formulário sobre um possível evento Elvístico em Porto Alegre (RS). Use a barra lateral ou scroll down para ver todas as perguntas. Não esqueça de clicar em ENVIAR ao terminar. Agradecemos a colaboração.

I'VE GOT TO FIND MY BABY!

Let's Be Friends: Astros de Change of Habit

Abaixo listamos os principais astros envolvidos na produção de "Ele e as Três Noviças" (1969) e seus atuais paradeiros.
________________________________________________________________________________

MARY TYLER MOORE

Mary Tyler Moore nasceu no Brooklyn Heights, Brooklyn, Nova York, em 29 de dezembro de 1936. Quando tinha oito anos, Moore se mudou com a família para Los Angeles e foi criada dentro dos moldes da religião católica. A atriz decidiu aos 17 anos que queria ser uma bailarina, o que a levou a receber oportunidades para participar de atos de dança em séries como "The Adventures of Ozzie and Harriett" (1952-1966) e a chamar a atenção dos caçadores de talentos. Por sua beleza, Mary foi escalada para uma série de 39 comercias de televisão (naquele tempo, feitos ao vivo) para a Hotpoint durante cinco dias, trabalho pelo qual recebeu US$ 6.000 de cachê e que a fez seguir carreira na atuação. Moore foi modelo, anonimamente, para diversas capas de álbuns na época.

Seu primeiro papel regular na televisão foi como a recepcionista misteriosa e fascinante do escritório do personagem principal da série "Richard Diamond, Private Detective" (1957-1960); no programa, a voz de Moore era ouvida, mas apenas suas pernas bem torneadas apareciam diante das câmeras.  Em 1961, Carl Reiner colocou Mary no "The Dick Van Dyke Show", uma série semanal aclamada com base na própria vida e carreira de Reiner, e suas performances cômicas e energéticas tornaram ela e a calça capri, uma das assinaturas do guarda-roupa de sua personagem, famosas internacionalmente.  Em 1970, menos de um ano depois de ter aparecido com Elvis em "Ele e as Três Noviças", Moore ganhou sua própria série, "The Mary Tyler Moore Show" (1970-1977), a qual revolucionou as séries norte-americanas por mostrar eventos da atualidade, como o crescimento da mulher na sociedade. Depois de seis anos entre as séries mais vistas nos EUA, o programa perdeu público e foi cancelado; ela tentaria reviver a fórmula em 1985 com "Mary", mas o programa não foi bem vindo pelo público e acabou sendo cancelado em três meses.

Na década de 1990, Moore passou a ser estrela convidada em diversos talk shows e séries, o que continuou a fazer até 2011, quando fez uma operação de urgência para a retirada de um tumor cerebral. Portadora de diabetes tipo I desde 1970, Mary Tyler Moore está aposentada de todos os trabalhos desde 2011. Segundo familiares, a atriz, que está com 78 anos, sofre de problemas cardíacos e renais e está quase cega devido à diabetes.


BARBARA MCNAIR

Barbara Jean McNair nasceu em 4 março de 1934 em Chicago, Illinois, onde estudou música no Conservatório Americano de Música. Sua grande chance veio com uma vitória no programa de TV "Talent Scouts", na adolescência, o que a levou a fazer shows em teatros consagrados. Ela logo se tornou uma das headliners mais populares do país e foi convidada regular em programas de variedades como "The Steve Allen Show" (que lançou Elvis) e "The Hollywood Palace" enquanto produzia discos para seu contrato com quatro das maiores gravadoras de artistas negros dos EUA (Coral, Signature, Motown, e TEC Recording Studios). Entre seus sucessos estão "You're Gonna Love My Baby", "Bobby" e "For Once In My Life".

Em 1967 McNair viajou com Bob Hope ao Sudeste Asiático para se apresentar para as tropas norte-americanas durante a Guerra do Vietnã, juntamente com Raquel Welch, Elaine Dunn, Phil Crosby e a Miss Mundo de 1967 Madeleine Hartog Bell. Sua carreira como atriz começou na televisão, em séries como "Dr. Kildare"e  "Missão: Impossível". Em 1968, posou nua para a Playboy na edição de outubro, chamando a atenção do público e sendo escalada para sequências de nudez muito propagandeadas no drama criminal "If He Hollers Let Him Go" (1968); em seguida, ela foi um pouco criticada pela comunidade católica por viver uma das freiras no drama "Ele e as Três Noviças", com Elvis; o medo deles era que suas fotos nuas fizessem o público ter uma idéia errada do sacerdócio católico.

McNair estrelou sua própria série de televisão em 1969, o programa de variedades "The Barbara McNair Show" (1969-1972), sendo uma das primeiras mulheres negras a ter seu próprio programa de variedades musical. Em 15 de dezembro de 1976, seu marido, Rick Manzie, foi assassinado por capangas do chefe da Máfia e informante do FBI Jimmy Fratianno. A publicidade que se seguiu fez pouco para ajudar a carreira de McNair. Até seus setenta anos, em 2005, McNair residia na área de Los Angeles, onde jogava tênis regularmente para manter a forma. Ela morreu no dia 4 de fevereiro de 2007 devido a um câncer na garganta.


JANE ELLIOT

Elliot nasceu em Nova York no dia 17 de janeiro de 1947 e fez sua estréia na série de curta duração da CBS TV "Uma Chama no Vento" (1965). Mais tarde, ela co-estrelou em várias séries de televisão como "Mod Squad", "Kojak" e "Barnaby Jones", coadjuvando "Ele e as Três Noviças", com Elvis e Mary Tyler Moore, em 1969. Mais tarde, ela teve o papel principal na série de curta duração da NBC "Rosetti and Ryan" (1977).

Porém, em sua carreira no cinema e televisão, Jane Elliot é mais conhecida por seu papel na novela norte americana "General Hospital" (1978-presente), Tracy Quartermaine, que dominou a primeira fase da atração, entre 1978 e 1980; em 2003, Elliot retornou á novela como membro regular do elenco, onde continua até hoje, aos 68 anos. Em 2014, ela foi nomeada para um Daytime Emmy Award como Melhor Atriz Coadjuvante em Série Dramática, 33 anos depois de sua primeira vitória, e 21 desde sua última nomeação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!

LEMBRE-SE: Não postaremos mensagens com qualquer tipo de ofensa e/ou palavrão.

Postagens populares