FÃS DE ELVIS, QUEREMOS SUA OPINIÃO!

Responda nosso rápido formulário sobre um possível evento Elvístico em Porto Alegre (RS). Use a barra lateral ou scroll down para ver todas as perguntas. Não esqueça de clicar em ENVIAR ao terminar. Agradecemos a colaboração.

I'VE GOT TO FIND MY BABY!

Let's Be Friends: Astros de Speedway

Abaixo listamos os principais astros envolvidos na produção de "O Bacana do Volante" (1968) e seus atuais paradeiros. ________________________________________________________________________________

NANCY SINATRA

Filha do cantor e ator Frank Sinatra, Nancy Sandra Sinatra nasceu em Jersey City, New Jersey, EUA, em 8 de junho de 1940. No final dos anos 1950, começou a estudar música, dança, e voz na Universidade da Califórnia, fazendo sua estréia profissional em 1960 no especial de televisão de seu pai, The Frank Sinatra Timex Show: Welcome Home Elvis, que comemorava o retorno de Elvis Presley da Europa após sua dispensa do Exército. Nancy foi enviada ao aeroporto em nome de seu pai para receber o Rei do Rock.

Sinatra assinou contrato com a gravadora de seu pai, a Reprise Records, em 1961. Seu primeiro single passou despercebido e ela quase descartou a carreira de cantora em 1965, quando ainda não tinha emplacado nenhum sucesso. Sua carreira recebeu um impulso com a ajuda do compositor / produtor / arranjador Lee Hazlewood, que a colocou para cantar em um tom mais baixo, providenciou a gravação de vários hits do pop da época e promoveu uma revisão de sua imagem. Tal mudança deixou sua marca na cena musical americana e britânica no início de 1966 com "These Boots Are For Walkin'", que recebeu três indicações ao Grammy, vendeu mais de um milhão de cópias, e foi premiado com um disco de ouro.

Nancy passou a aparecer na TV promovendo seus trabalhos e uma avalanche de singles campeões de venda se seguiram. Não demorou muito para Hollywood se interessar pela cantora e ela aparecer em alguns filmes que são exemplos do psicodelismo sessentista. Mas Nancy não tinha interesse na atuação e só foi vista em 8 produções entre 1964 e 1968, a última sendo "O Bacana do Volante" com Elvis.  Em meados da década de 1970, ela diminuiu sua atividade musical e deixou a atuação para se concentrar em ser esposa e mãe, retornando ao estúdio em 1981 para gravar um álbum com Mel Tillis país chamado "Mel & Nancy". Em 1985, ela escreveu o livro "Frank Sinatra, My Father".


Aos 54 anos, em maio de 1995, Nancy posou para a Playboy e fez aparições em programas de TV para promover seu novo álbum, "One More Time". A sessão para a revista causou alguma controvérsia, com muitas pessoas afirmando que, apesar de Nancy dizer que a família havia aceitado muito bem, seu pai não estava nada contente. Em 2004, ela colaborou com o cantor Morrissey para gravar uma versão de sua música "Let Me Kiss You", que ficou na 46[ posição no Reino Unido, fornecendo a Sinatra o seu primeiro hit em mais de 30 anos. Entre 2006 e 2013, Nancy lançou uma série de discos com versões raras de músicas mundialmente conhecidas, retiradas de seu próprio cofre de gravações. A cantora vive atualmente nos Estados Unidos e tem 75 anos.


GALE GORDON

Nascido Charles Thomas Aldrich, Jr. em 2 de fevereiro de 1906, em Nova York, seus pais eram do Vaudeville e se apresentavam em alguns programas de rádio, o que deu a Gale sua primeira oportunidade artística já em tenra idade. Ele foi o primeiro ator a interpretar Flash Gordon na série de rádio de 1935 "The Amazing Interplanetary Adventures of Flash Gordon". Sua carreira se deu exclusivamente no rádio até 1942, quando passou a interpretar papéis secundários e mesmo principais em séries de TV e produções cinematográficas.

Em 1951, Gordon e Lucille Ball estrelaram uma peça que se tornou um esboço para a série "I Love Lucy" (1951-1974). O ator, substituído no papel principal por Desi Arnaz, marido de Lucy, viveu um personagem recorrente na série até seu encerramento em 1974. Em 1968, após o fechamento do Desilu Studios e com a incerteza de que a série continuaria, Gordon coadjuvou em "O Bacana do Volante" ao lado de Elvis.

Durante as décadas seguintes, até 1991, o ator só fez aparições em séries e se dedicou à carreira de escritor, começada em 1940, e de proprietário de terras, sendo dono de 150 acres em Borrego Springs, onde construiu sozinho grande parte de sua casa, estúdio de arte e mobília. Gordon morreu de câncer de pulmão em 30 de junho de 1995, aos 89 anos de idade. Virginia Curley, sua esposa por quase 60 anos, havia morrido na mesma instalação cerca de um mês antes. O ator não teve filhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!

LEMBRE-SE: Não postaremos mensagens com qualquer tipo de ofensa e/ou palavrão.

Postagens populares