I'VE GOT TO FIND MY BABY!

Astro Principal Pela Primeira Vez: Loving You

LOVING YOU (EUA, 1957)

Título brasileiro: A Mulher Que Eu Amo
Gravação:
Janeiro - março de 1957
Lançamento:
10 de julho de 1957
Duração:
101min
Produtora:
Paramount Pictures
Orçamento:
US$ 1.000,000
Arrecadação:
US$ 3,7 milhões
Elenco principal:
Elvis Presley
Lizabeth Scott
Dolores Hart
Wendell Corey
James Gleason
Ralph Dumke
Trilha sonora:
"(Let Me Be Your) Teddy Bear" (single)
[b/w "Loving You"]
(11 de junho de 1957)
Loving You (LP)
(20 de junho de 1957)
Loving You Volume 1 (EP)
(20 de junho de 1957)
Loving You Volume 2 (EP)
(20 de junho de 1957)
Just For You (EP)
(21 de agosto de 1957)
Loving You Special Edition (CD)
(FTD, 12 de janeiro de 2006)


Depois de ser coadjuvante em "Love Me Tender", Elvis e o Coronel trabalharam duro para que as próximas produções trouxessem Elvis como o principal nome nos créditos e foi o que ocorreu já em seu segundo filme.

"A Garota Que Eu Amo" é também o segundo dos quatro filmes que Presley faria antes de entrar para o exército e o primeiro a trazer Elvis no papel de um cantor ascendendo em sua carreira, tramas que seriam vistas também em "Jailhouse Rock" e "King Creole". Isso foi um pedido pessoal de Elvis, que achou-se desconfortável em "Love Me Tender" por não estar interpretando algo que lhe parecesse natural. O diretor Hal Kanter então passou algum tempo deliberando com Elvis em dezembro de 1956 até ter uma boa idéia de como modificar um de seus roteiros para que se adaptasse àquela visão do cantor.

Elvis com Dolores Hart (E) e Lizabeth Scott (D)


Originalmente o filme tinha três títulos possíveis: "Lonesome Cowboy" (Cavaleiro Solitário), "Something For the Girls" (Algo Para As Garotas) e "Running Wild" (aprox. Conquistando Tudo). O último chegou a ser usado por Ed Sullivan em uma das aparições de Elvis em seu show, mas quando as filmagens começaram o título já havia sido mudado para "Loving You" para se encaixar com a música homônima composta por Jerry Leiber e Mike Stoller. Para o descontentamento de Elvis, o filme também havia sido modificado para conter canções que serviriam de merchandising tanto para o filme como para elas mesmas.

Em uma das cenas do filme, os membros de sua banda inicial, DJ Fontana, Scotty Moore e Bill Black,  estão presentes.


Este seria seu primeiro papel em Technicolor e por isso Elvis achou que ficaria melhor com os cabelos pretos, pois o seu loiro natural poderia brilhar demais na tela (uma das reclamações que Elvis também fez ao ter de interpretar seu irmão gêmeo loiro em "Kissin' Cousins, em 1964). Além disso, seus ídolos, como Tony Curtis, tinham cabelos pretos e Elvis seguia todos os seus passos com admiração. Depois da primeira vez, foram raras as ocasiões em que se viu o Rei do Rock com seus cabelos loiros.

Houve uma série de aparições especiais nessa produção. The Jordanaires, os backing vocals de Elvis nos shows e discos daquela época, aparecem logo no início do filme, onde o personagem de Elvis mesmo contrariado canta "Got A Lot O' Livin' To Do". Nessa mesma cena estão os pais de Elvis, Gladys e Vernon, fazendo cameo como membros da platéia do pequeno show improvisado. Mas à frente ainda podemos ver DJ Fontana, Scotty Moore e Bill Black, os membros da banda que se iniciou com Elvis e o acompanhava nas apresentações.

Na mesma cena em que aparecem The Jordanaires, Gladys e Vernon estão na platéia.


"Loving You" teve sua première no Strand Theater, em Memphis, no dia 10 de julho de 1957. Elvis não compareceu à estréia e preferiu levar sua atual namorada, Anita Wood, e os pais dela para uma sessão especial privada à meia-noite. Tal fato talvez tenha se dado porque Elvis ainda estava abalado pela morte de Judy Tyler, sua co-estrela no próximo filme, "Jailhouse Rock", que morrera em um acidente de carro em 3 de julho, logo após o fim das filmagens.

O filme estreou nacionalmente em 30 de julho e ficou na 7ª posição logo no primeiro dia, permanecendo entre os dez mais assistidos por quatro semanas. Após a morte de sua mãe, Elvis jurou nunca mais ver o filme.

Poster original do Strand Theater anunciando as sessões de "Loving You"


TRILHA SONORA

Em 6 de junho, a RCA fez sua primeira investida na trilha do filme ao lançar o single de "(Let Me Be Your) Teddy Bear", um hit nº 1 que ficou dez semanas nas paradas de sucesso, com a canção título no lado B.



Lançado em 20 de junho de 1957, este foi um dos discos de trilha sonora mais bem sucedidos de Elvis, ficando dez semanas em primeiro lugar nas paradas e sendo certificado como Ouro em 1968.

Gravado em 12 sessões entre janeiro e fevereiro de 1957, o álbum traz as sete músicas escritas para o filme e mais quatro canções que já haviam sido lançadas em singles, como "(Let Me Be Your) Teddy Bear". "Don't Leave Me Now", que também está no disco, fora escrita para o filme, mas ficou de fora quando da reescrita do roteiro e foi encaixada em "Jailhouse Rock".





________________________________________________________________________________

ESTRELAS COADJUVANTES


LIZABETH SCOTT

Lizabeth sempre foi muito talentosa nas artes cênicas, sendo muito conhecida por seus filmes noir. Sua carreira começou em 1942 e se estendeu por 30 anos, embora somente tenha atuado em 22 filmes.

Em 1957, durante as filmagens de "Loving You", uma revista trouxe rumores de que ela era bissexual e tinha uma enorme lista de atrizes com quem se envolvia sexualmente. Elvis, que tinha receio de conviver com pessoas dadas como "devassas", teve muitos problemas para contracenar com ela. Verdade ou não, Lizabeth nunca se casou e não tevr filhos.

A atriz morreu em 31 de janeiro de 2015, aos 92 anos, devido a um infarto fulminante.



WENDELL COREY

Wendell começou a carreira nos anos 30, alcançando sua primeira grande oportunidade em 1942. Em 1957, o ator já era muito conhecido por seus papéis, principalmente na produção de Alfred Hitchcock "Janela Indiscreta" (1954).

Sua notoriedade o levou a ser presidente da Academia de Filmes, Artes e Ciências e do Sindicato dos Atores. Corey foi deputado por 3 anos e tentou se eleger para Senador, mas perdeu.

Wendell Corey morreu em decorrência da cirrose provocada por seu alcoolismo em 1968, aos 54 anos.



JAMES GLEASON

Gleason começou sua carreira no teatro e depois chegou ao cinema ainda na era dos filmes mudos. Além de ator, James também foi roteirista (sua obra mais conhecida é "A Melodia da Broadway", versão de 1934). "Loving You" foi seu penúltimo filme.

James Gleason morreu de causas naturais em 1959, aos 76 anos.



DOLORES HART

Dolores começou sua carreira em 1957 com "Loving You". Sua atuação no cinema duraria apenas 5 anos, até 1962, mas a atriz trabalhou com grandes nomes como Alfred Hitchcock e em séries de sucesso como "O Homem da Virginia".

Em 1961, ao filmar "São Francisco de Assis" em Roma, Dolores conheceu o Papa João XXIII. Essa foi a chamada espiritual para a atriz, que se tornou freira em 1963.

Hoje Dolores é Madre Superiora e concorreu a um Oscar em 2012 pelo documentário sobre sua vida, "Deus É Maior Que Elvis". Ela tem 78 anos.









_________________________________________________________________________________________________________________

Postagens populares