FÃS DE ELVIS, QUEREMOS SUA OPINIÃO!

Responda nosso rápido formulário sobre um possível evento Elvístico em Porto Alegre (RS). Use a barra lateral ou scroll down para ver todas as perguntas. Não esqueça de clicar em ENVIAR ao terminar. Agradecemos a colaboração.

I'VE GOT TO FIND MY BABY!

Elvis Invade o Canadá - Parte FINAL: Vancouver, 31 de agosto de 1957

Elvis e os Jordanaires no palco do Empire Stadium; Vancouver, Canadá, 31 de agosto de 1957

LEIA AS PARTES ANTERIORES: Elvis Invade o Canadá - Parte 1: Toronto, 2 de abril de 1957
                                                         Elvis Invade o Canadá - Parte 2: Ottawa, 3 de abril de 1957
_______________________________________________________________________________________________________________

Com o sucesso de Elvis nos Estados Unidos e sua fama chegando ao Reino Unido, era natural que seu agente procurasse levá-lo a todos os cantos possíveis do mundo. Por mais centrado no dinheiro que fosse, esse plano e seus ganhos pareceu passar desapercebido pelo Coronel na época (claro, ainda não se sabia que sua recusa em sair dos EUA fosse devido ao fato de ser clandestino). Mas ele ouviu o clamor dos fãs canadenses, uma vez que o país vizinho não exigia passaporte para americanos, e fechou um contrato nada modesto para quatro shows no início de abril de 1957.

Durante uma pequena turnê entre gravações de filmes e discos, de 28 de março a 6 de abril de 1957, Elvis fez 14 shows previamente contratados e saiu dos EUA pela primeira vez na vida, embora fosse apenas para ir até o quintal do país. Lá, seus cinco shows, em 2 (Toronto) e 3 de abril (Ottawa) e 31 de agosto de 1957 (Vancouver), foram imensamente bem recebidos pelos fãs e totalmente odiados pela maior parte da imprensa.

Abaixo descrevemos como a apresentação de 31 de agosto de 1957 em Vancouver se desenrolou.
_______________________________________________________________________________________________________________

31 DE AGOSTO DE 1957 - VANCOUVER, CANADÁ (1 shows às 20:00)

Em 31 de agosto de 1957, Elvis, Scotty Moore, Bill Black, D.J. Fontana e os Jordanaires foram para Vancouver de trem para se apresentarem no Empire Stadium. Era a segunda parada de uma turnê pelo Noroeste que tinha começado um dia antes em Spokane. Por esta altura Elvis tinha gravado oito singles nº 1 em dois anos, tinha feito três filmes e estava prestes a lançar "Jailhouse Rock" como seu mais novo single. Tendo se apresentado em Toronto e Ottawa em abril, esta foi apenas a terceira vez que eles fariam shows fora dos EUA e para Elvis seria a última.

O primeiro show de Rock de Vancouver tivera lugar apenas um ano antes, quando Bill Haley and His Comets atraíram 6.000 pessoas para a Kerrisdale Arena. Agora Elvis tinha atraído uma multidão mais de quatro vezes maior. Os 26.500 fãs presentes foram selvagens com o Rei do Rock. O palco foi montado no campo de futebol vazio, mas os fãs quiseram ficar mais perto. Milhares contornaram a segurança para encontrar um lugar na frente do palco. O show teve de ser interrompido duas vezes por questões de segurança. O Coronel Tom Parker, sugeriu que o tom do seu show fosse amenizado, mas sendo um rebelde do rock, Elvis não o ouviu. Ele encurtou a apresentação, no entanto, e - por razões de segurança - enganou o público. Ele deu seu casaco de ouro para um membro da equipe usar ao entrar em um carro, para que os fãs pensassem que era Elvis. Os fãs seguiram o homem de jaqueta de ouro, e Elvis foi autorizado a deixar o estádio ileso.

Fãs driblaram a segurança e invadiram o gramado do Empire Stadium; Vancouver, Canadá, 31 de agosto de 1957

Red Robinson, de 20 anos, o DJ da rádio CKWX, que tinha coberto o show de Bill Haley e agora endossava Elvis, disse: "Essa foi a primeira vez que colocamos um artista na frente de 26.000 pessoas em um estádio alugado pessoalmente. Sinatra, Crosby, ninguém jamais alugou estádios antes dele". De acordo com registros dados a Red pelo promotor Hugh Pickett pouco antes de morrer, havia 25.898 admissões pagas e preços de ingressos variando de US$ 1,50 a US$ 3,50. As receitas brutas chegaram a US$ 61.099,86 dos quais Elvis ganhou provavelmente US$ 21.936,32.

Red Robinson também revelou: "Com a conferência de imprensa terminada, os repórteres foram levados para fora. Como promotor do show, eu fiquei com Elvis. Deixe-me dizer-lhes sobre um incidente que aconteceu enquanto matávamos o tempo até a hora do show. Aquilo me ensinou que, enquanto Elvis era sempre educado, ele também tinha uma série de formas de diversões selvagens. Depois de conversarmos por algum tempo, Elvis abriu a porta do vestiário no estádio e convidou um dos policiais para entrar. Ele pediu emprestado as algemas do policial ... e casualmente me algemou a um cano de chuveiro. Então ele escondeu a chave e riu loucamente da piada".

Elvis durante a conferência de imprensa no Empire Stadium; Vancouver, Canadá, 31 de agosto de 1957


A multidão estava sentada nas arquibancadas do estádio de cada lado do campo de futebol, e o palco foi montado na seção norte. Foi construído na parte de trás de dois caminhões de plataforma com uma cerca colocada em torno dele e entre o palco e o público havia quase 100 metros de campo vazio com cadetes da Aeronáutica e policiais alinhados como seguranças. A banda de abertura tocou por cerca de 45 minutos antes de Elvis. Quando a música começou, mais ou menos afogada pelos gritos da multidão, a massa passou rapidamente pela "segurança", foi para o campo e sentou-se em frente ao palco. Scotty Moore disse: "Devíamos parecer formigas de onde estavam sentados. Tudo o que queriam era se aproximar. Eles não se importavam se tinham cadeiras ou não".

Elvis e a ganhadora do concurso da rádio local para conhecê-lo pessoalmente são conduzidos ao redor do Empire Stadium
em carro aberto pelo chofer George Corrie; Vancouver, Canadá, 31 de agosto de 1957 

Funcionários do estádio pararam o show e disseram à multidão que não iriam continuar até que eles voltassem a seus lugares. D.J. Fontana lembra como a multidão estava desafiadora. Os oficiais do estádio não puderam movê-los. D.J. disse: "Eles tentaram e tentaram, mas não iriam se mover, então nós finalmente começamos o show". O concerto tinha durado 22 minutos. Assustado com os fãs, Parker disse a Elvis para cortar a apresentação. Quando Elvis saiu abruptamente do palco, Scotty e os outros foram deixados para enfrentar os fãs sozinhos. Sem que o público soubesse, Elvis tinha ido para uma sala do lado da escada atrás da cortina e dado sua jaqueta de ouro a um membro de sua comitiva (possivelmente Gene Smith), que então correu para o carro para ser perseguido pelos fãs.

O fotógrafo do Vancouver Sun, Ralph Bower, disse: "Derrubaram a cerca e perseguiram-no, e foi quando ele se afastou. Eles vieram como um rebanho de gado. Eu estava de pé lá e eles correram bem para cima de mim". Elvis atravessou o campo para os vestiários sem ser notado em sua camisa preta. D.J. Fontana lembra: "Os jovens correram até lá e o palco se inclinou para um lado". Quando levaram seus instrumentos em seu carro, foram cercados por fãs. Tudo o que podiam fazer era sentar e esperar. "Eles sacudiram o carro um pouco pensando que Elvis estava lá dentro conosco", disse D.J., "mas finalmente eles nos deixaram ir. Foram necessárias cerca de duas horas para podermos sair. Geralmente levava duas horas para sair de qualquer edifício".

Elvis no palco do Empire Stadium; Vancouver, Canadá, 31 de agosto de 1957

Bower tirou uma foto da multidão imediatamente antes que o atropelassem, e o jornal a colocou na primeira página, acompanhado por uma revisão mordaz de John Kirkwood. "Era como assistir um exército demente descer da colina para fazer batalha na planície quando aqueles adolescentes frenéticos invadiram o campo", escreveu. "Elvis e sua música tiveram uma pequena parte no circo. O grande show foi oferecido pelos adolescentes de Vancouver, transformados em idiotas frenéticos e retorcidos de prazer pela música selvagem da selva. Um muro duro de adolescentes desordeiros transformou a parada de uma noite de Elvis Presley no Empire Stadium na mais repugnante exposição de histeria em massa e loucura que esta cidade já testemunhou". Os adolescentes que estavam no show, é claro, sentiram diferente e adoraram a condenação histérica de Kirkwood. O Coronel Parker também gostou de ler os relatos dos distúrbios no dia seguinte. Scotty disse: "Realmente não foi um tumulto, os fãs estavam apenas tentando se aproximar do palco para ver, isso é tudo".

Red Robinson lembra que no show eles tocaram "Money Honey", "That's When Your Heartaches Begin", "Hound Dog" e "Jailhouse Rock". Red disse que "a maior gafe" de sua longa carreira foi ir ao rádio no dia seguinte e divulgar o número do quarto de Elvis. "Fui ao ar no dia seguinte e disse 'não foi maravilhoso, Elvis ficou no Hotel Georgia, quarto 1226. As crianças subiram e rasgaram o tapete, rasgaram peças da cama. Custo à rádio CKWX cerca de US$ 5.000 para reparar o quarto".

______________________________________________________________________________________________________

Texto original: Elvis Australia
Fotos: Elvis Australia e Google
Tradução: Elvis Presley Index | http://www.elvispresleyindex.com.br
>> a re-disponibilização desta tradução só é permitida se mantidos os créditos e sem edições.<<
______________________________________________________________________________________________________

CONCERTOS NO CANADÁ EM ÁUDIO

Título:
Elvis Presley Canada 1957
Selo:
Elvisone
Formato:
CD
Número de faixas:
25
Duração:
77:30
Tipo de álbum:
Compilação
Ano:
1957
Gravação:
Ao longo de 1957
Lançamento:
2016


Embora muitos sonhem em ouvir esses cinco únicos shows de Elvis fora dos EUA em sua totalidade, infelizmente isso foi dado como impossível ao longo dos sessenta anos que já se passaram. O que foi encontrado nessas seis décadas estava em estado tão ruim que muito pouco pode ser salvo.

Em 2016 o selo Elvisone, uma gravadora de bootlegs, lançou um CD com trechos dos shows em boa qualidade de áudio. Tais faixas são de músicas e falas, todas com menos de um minuto de duração. Para completar as 25 trilhas do trabalho, a Elvisone incluiu os dez singles lançados no Canadá em 1957, várias entrevistas dadas para os três shows no país e alguns extras. Somente cinco faixas são músicas das apresentações. Confira:



SINGLES CANADENSES DE 1957
01. Too Much
02. Playing For Keeps
03. All Shook Up
04. That's When Your Heartaches Begin
05. Loving You
06. (Let Me Be Your) Teddy Bear
07. Jailhouse Rock
08. Treat Me Nice
09. Mean Woman Blues
10. Have I Told You Lately That I Love You
GRAVAÇÕES AO VIVO
11. Heartbreak Hotel (Toronto, April 2, 1957)
12. Hound Dog (Toronto, April 2, 1957)
13. Heartbreak Hotel (Vancouver, August 31, 1957)
14. I Got A Woman (Vancouver, August 31, 1957)
15. Introduction / I Was The One (Vancouver, August 31, 1957)
16. That's When Your Heartaches Begin (Vancouver, August 31, 1957) 
TRANSMISSÕES DE RÁDIO
17. Elvis Presley comes to Canada (CBC Radio, 04/02/1957)
18. Bill McNeil and Maria Berrett talks about the Elvis show in Toronto (CBC Radio, 04/04/1957)
19. CKOY Radio's Mac Lipson interviews Elvis in Ottowa, April 3, 1957 (CBC Radio, 04/04/1957)
20. Concert report from Toronto, Canada (CBC Radio, 04/04/1957)
21. Red Robinson at the Empire Stadium, Vancouver (CKWX Radio, 08/31/1957)
CONFERÊNCIA DE IMPRENSA
22. Vancouver, Canada, August 31, 1957
BÔNUS
23. About the April 3rd 1957 shows
24. Norm Pringle introduces the Vancouver Press Conference
25. Red Robinson introduces the Vancouver Press Conference
______________________________________________________________________________________________________

VÍDEOS



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!

LEMBRE-SE: Não postaremos mensagens com qualquer tipo de ofensa e/ou palavrão.

Postagens populares