FÃS DE ELVIS, QUEREMOS SUA OPINIÃO!

Responda nosso rápido formulário sobre um possível evento Elvístico em Porto Alegre (RS). Use a barra lateral ou scroll down para ver todas as perguntas. Não esqueça de clicar em ENVIAR ao terminar. Agradecemos a colaboração.

I'VE GOT TO FIND MY BABY!

Elvis: Estrela de Fogo Kiowa

FLAMING STAR (EUA, 1960)

Título traduzido: Estrela de Fogo
Gravação:
Julho - setembro de 1960
Lançamento:
20 de dezembro de 1960
Duração:
101min
Produtora:
20th Century Fox
Orçamento:
US$ 1,7 milhões
Arrecadação:
US$ 2 milhões
Elenco principal:
Elvis Presley
Barbara Eden
Steve Forrest
Dolores Del Río
Rodolfo Acosta
Trilha sonora:
"Elvis By Request - Flaming Star" (EP, 1961)
"Elvis Sings Flaming Star" (LP, 1969)










Flaming Star (ou Estrela de Fogo, no Brasil) é o quinto filme de Elvis e seu segundo após o retorno do exército. A produção é uma de suas melhores, com uma história clássica, um elenco renomado e o reconhecimento da tribo Kiowa.

Em 1958, com o sucesso dos seus primeiros filmes, a 20th Century Fox resolveu comprar o roteiro de Flaming Star e colocar Elvis como a estrela principal. Porém o serviço militar obrigatório atrapalhou os planos da produtora, que só teve a oportunidade de apresentar o roteiro novamente ao cantor em 1960.

Elvis e a atriz veterana Dolores del Río no set de Flaming Star

O sucesso da trilha sonora de "G.I. Blues" provara o ponto do Coronel de que Elvis deveria fazer filmes cômicos e com muita música, mas o Rei do Rock desobedeceu Parker e partiu para um filme mais sério, com o tipo de papel que ele sempre quis interpretar, e sem muita cantoria.

Para esse efeito Elvis obrigou os produtores a retirarem duas das quatro músicas que apareceriam no filme, deixando apenas as necessárias. Para ajudar na seriedade, grandes estrelas como Dolores Del Río (Jornada do Pavor, 1942), Barbara Eden (Jeannie É Um Gênio, 1965 - 1970) e Steve Forrest (Gunsmoke, 1970 - 1973) foram chamados.

Elvis e Barbara Eden em still promocional de Flaming Star


Flaming Star foi lançado menos de um mês depois de "G.I. Blues", mas não obteve o mesmo sucesso, ficando apenas em 12º lugar entre os mais assistidos do ano. Como seu próximo filme, "Wild In the Country", também falharia em agradar ao público e à crítica, essa produção marca os dias finais de Elvis como ator sério.

Elvis e Rodolfo Acosta em cena de Flaming Star

A participação de Elvis no filme lhe rendeu uma homenagem da tribo Kiowa, que o presenteou com um cocar comemorativo por sua colaboração na manutenção da cultura indígena norte-americana.

Elvis recebe cocar comemorativo da tribo Kiowa durante as filmagens de Flaming Star



TRILHA SONORA

Flaming Star nunca recebeu um LP, pois sua trilha sonora consistia somente de duas músicas, "Flaming Star" e "A Cane and a High Storched Collar". Em função disso, ambas foram lançadas em um EP que tinha dois singles em seu lado B, "Are You Lonesome Tonight?" e "It's Now or Never". "Flaming Star" foi novamente vendida pela RCA Camden no LP de budget "Elvis Sings Flaming Star", de 1969.

As outras duas canções, "Summer Kisses, Winter Tears" e "Britches", só foram aparecer mais tarde, em 1965 e 1979, respectivamente. Uma versão alternativa da música título, chamada "Black Star", somente foi lançada em 1997. Todas foram gravadas em duas sessões no Radio Recorders.





_________________________________________________________________________________________________________________

ESTRELAS COADJUVANTES


BARBARA EDEN

Barbara Eden fez muitos filmes e séries de televisão, mas sem sombra de dúvidas ela é mais conhecida como a sensual gênio da lâmpada na série "Jeannie É Um Gênio" (1965 - 1970). Flaming Star foi apenas seu quinto filme, mas depois vieram centenas de participações em outros veículos como séries, novelas, programas de entrevistas e mais de 20 filmes, incluindo "The Wonderful World of the Brothers Grimm" (1962), "Chatanooga Choo Choo" (1984) e "Carolina" (2003).

Eden recebeu uma estrela na Calçada da Fama em Hollywood em 17 de novembro de 1988 e um diploma honorário em Direito pela Universidade de West Los Angeles em 1990. A atriz publicou suas memórias em 2011 no livro "Jeannie Out of the Bottle". Atualmente, aos 86 anos, ela ainda se mostra muito produtiva na TV, teatro e cinema.


STEVE FORREST

Forrest começou sua carreira cinematográfica por acaso ao ser descoberto pelo famoso ator Gregory Peck enquanto trabalhava de contra-regra no La Jolla Playhouse de San Diego, Califórnia. Levado à MGM por Peck, o ator tem em seu currículo várias indicações a prêmios, sendo que ganhou a maioria, por filmes como "So Big" (1953), "The Longest Day" (1962) e "Mommy Dearest" (1981). Na TV, estrelou séries como "Gunsmoke" (1955-1975), "The Twilight Zone" (1959-1964), "S.W.A.T." (1975-1976) e a novela "Dallas" (1978-1991).

Forrest casou-se com sua única esposa em 1948, com a qual teve três filhos e viveu até seus últimos dias. Seu irmão, Dana Andrews, foi uma das maiores estrelas de Hollywood durante os anos 1940. O ator aposentou-se em 2003 e faleceu em 18 de maio de 2013, aos 87 anos, de causas não divulgadas.


DOLORES DEL RÍO

Nascida em 1905, Dolores é uma das mais conhecidas atrizes mexicanas da história. Durante os anos 1920 e 1930, foi considerada uma das mais belas do mundo. Sua carreira começou ainda no cinema mudo e se estendeu por quase sessenta anos. Uma das produções estreladas por Del Río, "Flying Down to Rio", colocou o Brasil no mapa mundial do cinema ainda em 1933.

Depois de Flaming Star a atriz passou a se revezar entre produções americanas e mexicanas, encontrando em sua terra natal a oportunidade perfeita de fazer trabalhos sociais que ajudassem seu povo. Nos últimos anos de vida, Dolores dirigia dois grandes projetos do tipo no México.

A atriz tinha osteomielite desde 1978. Em 1981 ela foi diagnosticada com hepatite B, o que levou a um grave caso de cirrose. Dolores morreu em 1983, aos 77 anos, em função de complicações geradas pelas doenças que tinha.


RODOLFO ACOSTA

Nascido em 20 de julho de 1929 em El Paso, Texas, o ator hispano-americano estudou drama na Universidade da Cidade de Los Angeles, recebendo uma bolsa aos 19 anos para estudas no Palacio de Bellas Artes na Cidade do México. Durante a Segunda Guerra Mundial, fez parte da Inteligência Naval no Pacífico.

Seus papéis no cinema e TV, a partir de 1947, consistiram de bandidos ou indígenas, sendo Vaquero, da série "The High Chaparral" (1967-1971), o seu personagem mais conhecido. Sua carreira se estendeu até 1973, quando descobriu que tinha câncer. Acosta morreu em decorrência da doença em 7 de novembro de 1974, aos 54 anos.

_________________________________________________________________________________________________________________


Postagens populares