TRANSLATE THIS SITE / TRADUCIR ESTE SITIO

ATENÇÃO SEGUIDORES E VISITANTES

O site Elvis Presley Index está passando por algumas reformulações.
Durante esse processo, algumas páginas estarão indisponíveis em dados momentos.
Agradeço a compreensão desde já.

Att.,
Diego Mantese.

I'VE GOT TO FIND MY BABY!

Rebelde Com Causa: Wild In the Country

WILD IN THE COUNTRY (EUA, 1961)

Título brasileiro: Coração Rebelde
Gravação:
outubro - dezembro de 1960
Lançamento:
15 de junho de 1961
Duração:
114min
Produtora:
20th Century Fox
Orçamento:
US$ 3 milhões
Arrecadação:
US$ 2 milhões
Elenco principal:
Elvis Presley
Hope Lange
Tuesday Weld
Millie Perkins
John Ireland
Trilha sonora:
"Surrender" (single)
[b/w "Lonely Man"]
(7 de fevereiro de 1961)
"I Feel So Bad" (single)
[b/w "Wild In the Country"]
(2 de maio de 1961)
"Wild In the Country" (CD)
(FTD - 2008)







Filmado durante dois meses em Napa Valley, Califórnia, e em estúdio em Hollywood, este seria o último filme a trazer Elvis em um papel sério antes de "Charro!" (1969).

A trama é tão séria que trata de um assunto tabu ainda hoje, o suicídio. Na versão original do diretor, a personagem de Hope Lange conseguia se suicidar, mas o público escolhido para fazer a crítica inicial do filme achou que seria dramático demais e a cena foi retirada da versão final.

Elvis e Hope Lange em cena de Wild In the Country

Durante as filmagens, Elvis e a bad girl Tuesday Weld começaram um romance que durou pouco. Ao saber do caso, o Coronel Parker instruiu Elvis a terminá-lo temendo que aquilo pesaria na imagem do ator quando divulgado abertamente pela imprensa. Além disso, o ator John Ireland também competia pela atenção da jovem.

Elvis e Tuesday Weld em cena de Wild In the Country

Também houve um flerte bastante claro com Hope Lange, mas este também não prosperou porque Lange estava em processo de divórcio na época e a oficialização do rompimento só se deu em março de 1962 - quando Elvis já estava namorando Priscilla oficialmente.

Elvis e Millie Perkins em cena de Wild In the Country

Wild In the Country teve sua première em 8 de junho de 1961 em Memphis com a presença de Elvis, Hope Lange e Tuesday Weld. A estréia nacional, que também contou com os três astros, se deu em Hollywood em 15 de junho de 1961. Nem a crítica nem o público gostou deste que seria o último filme com elementos sérios de Elvis pelos próximos oito anos.

Elvis, Tuesday Weld, Millie Perkins e John Ireland em cena de Wild In the Country


TRILHA SONORA

Wild in the Country nunca recebeu um LP nem um EP. Ao invés disso, o Coronel preferiu lançar as canções em singles para arrecadar mais.

Das cinco músicas gravadas em duas sessões nos dias 7 e 8 de novembro de 1960, duas - "In My Way" e "Forget Me Never", a qual não foi usada no filme - só seriam lançadas em 1965. "Lonely Man", que também ficou de fora da produção, o lado B de "Surrender", foi a que pior se qualificou nas paradas, ficando em 32º lugar. "Wild In the Country" foi a melhor, com o 26º lugar. "Husky Dusky Day" foi lançada somente em compilações temáticas e seu local e dia de gravação é desconhecido. Em 2008 a FTD lançou um CD que marcou a primeira vez em que as gravações para a trilha sonora do filme foram reunidos em um único trabalho.



_________________________________________________________________________________________________________________

ESTRELAS COADJUVANTES

TUESDAY WELD

Nascida em 27 de agosto de 1943, Tuesday foi uma promissora atriz infantil e ganhou seu primeiro Globo de Ouro - Atriz Iniciante Mais Promissora - em 1960, pouco antes de filmar "Coração Rebelde" com Elvis. Participou de diversos filmes e série nos anos 1960 e 1970. Sua carreira entrou em declínio no início dos anos 1980 e nos anos 1990 fez um único papel de grande importância, a esposa do detetive Prendergast no aclamado "Um dia de Fúria" (1993). Seu último trabalho no cinema data de 2001, no filme "Chelsea Walls".

Atualmente a atriz vive em Nova York e tem 74 anos.


HOPE LANGE

A atriz nasceu em 1933 em uma família de atores de teatro e aprendeu cedo a atuar. Sua primeira aparição no cinema se deu em 1943, aos 9 anos, mas sua carreira começaria mesmo em meados dos anos 1950. Sua grande chance se deu em 1957 com o controverso "A Caldeira do Diabo", que concorreu a 9 Oscar sem ganhar nenhum.

A boa ascensão na carreira lhe rendeu participações importantes em filmes e séries a partir de 1958, sendo "Coração Rebelde" o primeiro de uma leva de filmes onde interpretava papéis sérios e problemáticos. Os anos 1960 a 1990 trouxeram participações em séries e filmes menores. Ela apareceu pela última vez em uma produção em 1998.

Hope Lange morreu em função de uma colite isquêmica em 19 de dezembro de 2003, aos 70 anos.



MILLIE PERKINS

A atriz que nasceu em 1938 fez seu primeiro trabalho no cinema em 1959, começando já com o importantíssimo papel de Anne Frank em "O Diário de Anne Frank". Seu segundo filme foi "Coração Rebelde" e a partir daí vieram papéis grandes e pequenos que se intercalaram até os anos 1990.

Na TV ela participou de séries famosas como "Knot's Landing" (1979 - 1993), "Elvis" (1990) - onde interpretou Gladys Presley - e "The Young and the Restless" (2006). Se último filme, "Though None Go With Me", data de 2007.

Embora não tenha atuado desde 2008, a atriz continua ativa em sua carreira e à espera de novos papéis. Ela tem 79 anos e vive em Passaic, Nova Jersey.



JOHN IRELAND

Nascido no Canadá em 1914, sua família mudou-se para Nova York quando ainda era um bebê. Sem nunca ter conhecido seu pai, John teve de largar os estudos para ajudar a mãe em trabalhos tão estranhos quanto lutar com um polvo morto em um parque aquático. De posso de alguns livros de Shakespeare, descobriu o amor pela atuação no início dos anos 1940 e em 1945 veio seu primeiro papel. A oportunidade de trabalhar com John Ford veio em seguida e sua carreira atingiu o pico em 1947, quando foi indicado ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. A partir dos anos 1950 Ireland dividiu seu tempo entre o cinema e a televisão, retornando esporadicamente ao teatro.

O ator era alvo frequente dos tabloides por suas relações com jovens estrelas como Tuesday Weld, com a qual tentou um romance durante as filmagens de "Wild In the Coutry" - sendo que ela tinha apenas 16 anos e ele, 45. Sua carreira prolífica e contribuição para o cinema lhe rendeu uma estrela na Calçada da Fama em Hollywood, quando de sua morte em 21 de março de 1992, aos 78 anos.

________________________________________________________________________________________________________________

Postagens populares

Creative Commons