TRANSLATE THIS SITE / TRADUCIR ESTE SITIO

ATENÇÃO SEGUIDORES E VISITANTES

O site Elvis Presley Index está passando por algumas reformulações.
Durante esse processo, algumas páginas estarão indisponíveis em dados momentos.
Agradeço a compreensão desde já.

Att.,
Diego Mantese.

I'VE GOT TO FIND MY BABY!

Elvis, Talhado Para Campeão: Kid Galahad

KID GALAHAD (EUA, 1962)

Título brasileiro: Talhado Para Campeão
Gravação:
2 de novembro a 20 de dezembro de 1961
Lançamento:
11 de agosto de 1962
Duração:
96min
Produtora:
United Artists
Orçamento:
US$ 1,5 milhões
Arrecadação:
US$ 1,8 milhão
Elenco principal:
Elvis Presley
Gig Young
Lola Albright
Charles Bronson
Trilha sonora:
"She's Not You" (single)
[b/w "Just Tell Her Jim Said Hello"]
(17 de julho de 1962)
"Kid Galahad" (EP)
(28 de agosto de 1962)
"Kid Galahad" (CD)
(FTD, 11 de novembro de 2004)









Kid Galahad é o décimo filme de Elvis, um remake do clássico homônimo de 1937 com Humphrey Bogart. Elvis atua como o personagem principal, o boxeador Walter Gulick.

A produção foi gravada em locação em Idyllwild, Califórnia, entre 2 de novembro e 20 de dezembro de 1961. As filmagens ficaram paradas por duas semanas devido a uma nevasca, o que fez com que as cenas finais fossem transferidas para estúdios em Hollywood.



Para este papel, Elvis aprendeu a arte do pugilismo com o campeão peso-pena aposentado Mushy Callahan, que também participa do filme. O campeão peso-leve na época, Orlando De La Fuente, também participa do filme no papel de Ramón "Sugar Boy" Romero.



O filme estreou em 9º lugar nas bilheterias e foi o 37º mais rentável de 1962, com alguns críticos avaliando-o como um dos melhores desempenhos de Elvis (talvez pelo fato de que o diretor Michael Curtiz também tenha assumido a posição em "King Creole", de 1958), mas fora isso a produção não é das melhores. Joe Esposito, Sonny e Red West participam do filme em papéis não-creditados.


TRILHA SONORA

Gravadas em duas sessões em 26 e 27 de outubro de 1961 no Radio Recorders, as seis músicas presentes no filme foram lançadas em um EP em 28 de agosto de 1962.

Neste ponto de sua carreira, Elvis havia gravado mais de 300 demos que eram geralmente enviados à produção para a escolha da trilha sonora do filme. Como as tramas eram parecidas, as músicas que não eram usadas em um geralmente podiam ser aproveitadas em outro. É o caso de "A Whistling Tune", que fora gravada para "Em Cada Sonho Um Amor" e acabou fazendo parte da trilha deste.





_________________________________________________________________________________________________________________

ESTRELAS COADJUVANTES


GIG YOUNG

Byron Elsworth Barr começou sua carreira no colegial e logo ganhou uma bolsa de estudos em uma famosa escola de atores. Sua primeira atuação no cinema se deu em 1942 em "The Gay Sisters", onde interpretou um personagem chamado Gig Young e seu agente o convenceu a manter o nome.

O ator voltou às telas em 1951, mas já com sérios problemas de saúde devido a seu alcoolismo. Entre 1963 e 1977, suas aparições tanto na TV quanto no cinema foram diminuindo cada vez mais.

Byron e sua esposa foram encontrados mortos em seu apartamento em Manhattan no dia 19 de outubro de 1978. A polícia teorizou que Gig, então com 64 anos, matara sua esposa a tiros e depois cometera suicídio.


LOLA ALBRIGHT

Antes de ir para Hollywood, Lola trabalhou como modelo. Estreou no cinema em 1947 e fez mais participações na TV entre 1948 e 1967.

No cinema foram 30 filmes, cujos mais conhecidos são "Kid Galahad" e "Champion", ambos com a mesma temática do boxe. Fez uma imensa carreira com pequenos papéis em séries como "Alfred Hitchcock Apresenta", "Bonanza", "A Família Buscapé", "Columbo" e "O Incrível Hulk".

Lola se casou três vezes, a última em 1961, e todas acabaram em divórcio. A atriz não teve filhos e continou solteira até morrer, aos 92 anos, em 23 de março de 2017.




CHARLES BRONSON

Bronson começou sua carreira em filmes e séries de 1951 a 1959. Em 1960 passou a fazer parte do elenco de filmes de maior orçamento. Até 1968, o ator faria uma brilhante carreira com papéis memoráveis em filmes como "Sete Homens e Um Destino" e "Era Uma Vez no Oeste", além de participar de séries como "Bonanza", "Combate!" e "O Fugitivo".

Entre 1968 e 1973 Bronson apareceu em produções italianas, até cair no gosto do público americano e ganhar sua própria série de filmes "Desejo de Matar" (1974 - 1994). De 1981 a 1999, o ator apareceu em uma série de filmes em geral de temática policial e muito violentos. Sua última aparição no cinema se deu com "Desejo de Matar 5" (1994) e, na TV, em "Family of Cops III" (1999).

Bronson sofreu de Alzheimer a partir de 1997. Em 1998 uma cirurgia no quadril o impediu de continuar sua carreira. O ator morreu devido a uma pneumonia em 30 de agosto de 2003, aos 81 anos.


_________________________________________________________________________________________________________________

Postagens populares

Creative Commons