TRANSLATE THIS SITE / TRADUCIR ESTE SITIO

ATENÇÃO SEGUIDORES E VISITANTES

O site Elvis Presley Index está passando por algumas reformulações.
Durante esse processo, algumas páginas estarão indisponíveis em dados momentos.
Agradeço a compreensão desde já.

Att.,
Diego Mantese.

I'VE GOT TO FIND MY BABY!

Tucson '76 (CD - FTD, 2000)

Título:
Tucson '76
Selo:
FTD [FTD 006]
Formato:
CD
Número de faixas:
20
Duração:
75:00
Tipo de álbum:
Concerto
Vinculado a:
Discografia FTD
Ano:
2000
Gravação:
30 de maio (AS / ES) / 1 de junho de 1976
Lançamento:
Outubro de 2000
Singles:
---


Tucson '76 é o sexto lançamento da FTD. Ele traz o último show de Elvis em Tucson, Arizona, em 1 de junho de 1976, quase completo, com adição de duas faixas das apresentações de 30/05/76 em Odessa, Texas, para totalizar o concerto. O CD ainda encontra-se à venda na gravadora.

Primeiro soundboard lançado pela Follow That Dream, este é um dos melhores shows do período maio / julho de 1976. O som é cristalino, alto e com todos os instrumentos bem audíveis no mix, mas por vezes falta o sentimento de "gravação ao vivo" que estávamos acostumados a ter em bootlegs da apresentação. Embora por motivos desconhecidos alguns trechos do show tenham sido preenchidos com gravações do dia anterior, ainda assim podemos nos deliciar com esta apresentação que contém alguns momentos muito raros.

Abaixo segue a resenha do conteúdo disponibilizado no CD.
_________________________________________________________________________________________________________________

1. See See Rider (30/05/76 AS): A apresentação já se inicia com a canção em seu início, omitindo "Also Sprach Zarathustra". Logo se nota que a clave elétrica de David Briggs está bem pronunciada no mix e esta versão tem pelo menos um diferencial atraente que a deixa muito apreciável.

- 2. I Got a Woman / Amen: "Muito obrigado", diz Elvis antes de ir direto para a música. E é ela que deixa a edição do áudio bastante em evidência e nos avisa que agora sim estamos ouvindo o show de 1º de junho, uma vez que a voz do cantor está bem mais forte do que estava em 30 de maio. A versão não tem nada de novo ou digno de comentário, terminando com o "striptease" de Elvis e os dive bombs de JD.

- 3. Love Me: "Boa noite, senhoras e senhores", cumprimenta Elvis. Uma fã grita desesperada e o cantor comenta "ela tem pulmões bem desenvolvidos, é isso". Depois de "reclamar" que o início do show havia sido "mediano", Elvis rende um de seus maiores clássicos sob gritos das fãs e entregando lenços e selinhos. A música em si é rendida de forma natural e igual a outras do período.

- 4. If You Love Me (Let Me Know): "Esta próxima canção é de Olivia Newton-John e se chama 'If You Love Me, Let Me Go'", Elvis introduz, errando o nome da música. Não era nem perto da primeira vez que ele a cantara, em 19 de agosto de 1974, o que deixa uma estranheza no ar ao ouvi-lo errar. A rendição é uma das mais fracas daquele ano.

- 5. You Gave Me a Mountain: Elvis entra direto na canção após agradecer a plateia, mas erra a letra e para a execução. Depois de uma breve conversa com os fãs e seus backing vocals ele retoma a música e faz um serviço bom usando alguns truques vocais diferentes, embora longe do seu melhor.

- 6. All Shook Up: O medley dos hits dos anos 1950 começa e não há nada de novo a se acrescentar. Elvis rende a canção como de costume.

- 7. Teddy Bear / Don't Be Cruel: Assim como explicado acima, nada de diferente com esta versão.

- 8. And I Love You So: Como de costume na época, Elvis começava a acordar seus sentidos perto da metade do show e é o que acontece aqui. A rendição é extremamente bonita, executada de forma mais lenta do que a versão de estúdio e cantada com muito mais sentimento do que Elvis já colocara em qualquer canção desta apresentação.

- 9. Jailhouse Rock: Apesar de ser cantada de forma padrão para a época, traz Elvis se divertindo bastante. Ele até erra a letra, mas não se importa e segue com a diversão.

- 10. Help Me: "Gravamos uns anos de canção... Uma canção há alguns anos ... Chamada 'Help Me' e gostaríamos de cantá-la para vocês." Embora estivesse em shows desde janeiro de 1974, não era uma canção à qual Elvis recorria com frequência. Todas as vezes em que a cantou ela foi necessária ao momento e soou bastante pesada, como um pedido real de ajuda, mas aqui ela está suave e bem ritmada, sem ser nada mais do que um lindo louvor.

- 11. Fever: Um dos pontos mais excitantes para as fãs nos shows a partir de 5 de agosto de 1972, a música estava negligenciada nas apresentações de 1975 e da primeira parte de 1976, mas voltaria com tudo daqui em diante. Ouvindo os instrumentos, às vezes é de se imaginar que Elvis tenha pedido a seus músicos que colocassem um feel de "Pantera Cor-de-Rosa" nesta rendição devido a sua então adoração aos filmes do detetive Closeau com Peter Sellers.

- 12. Polk Salad Annie: Elvis nunca abandonou a canção e ela sempre retribuiu. É interessante notar que essas últimas versões são muito mais apreciadas do que as primeiras e têm uma batida bem mais voltada ao rock puro. Ao fim da rendição um fã pede que Elvis cante "The Last Farewell", ao que ele responde com um surpreso "The Last Farewell? Wow!".

- 13. Introduções: Como de costume, Elvis apresenta seus músicos. Primeiro The Sweet Inspirations, JD Sumner & The Stamps Quartet, apresentados individualmente, Kathy Westmoreland e Sherrill Nielsen; John Wilkinson toca "Early Morning Rain" e James Burton toca "What'd I Say", com Elvis cantando junto em ambas. Na sequência Ronnie Tutt, Jerry Scheff, Tony Brown e David Briggs fazem seus solos; Briggs ainda acompanha Elvis em "Love Letters", que gravou com o cantor em 1966, mas a rendição é de 30/05/76 ES e a FTD não explica em seu livreto o motivo disso. Finalizando, Elvis apresenta Charlie Hodge e a Joe Guercio Orchestra, que toca "School Day" enquanto Elvis a canta. Juntas, as introduções tomam mais de 13 minutos e meio.

- 14. Hurt: As novidades e raridades começam a aparecer. A canção que era nova no repertório, introduzida em 17 de março de 1976, faz a plateia ir ao delírio e Elvis faz uma reprise completa, ambas sem as notas altas características no final. A versão ouvida aqui ainda é bastante próxima, no quesito andamento, àquela presente no LP "From Elvis Presley Boulevard, Memphis, Tennessee".

- 15. Burning Love: Depois de ficar de fora das apresentações do meio de 1973 ao início de 1975, esta era uma das canções mais esperadas pelos fãs. Esta é uma rendição bastante rápida e Elvis não erra a letra ou brinca durante a execução. O final é mais longo e a música tem uma de suas versões mais apreciáveis do ano.

- 16. Help Me Make it Through the Night: Um fã pede "For the Good Times" e Elvis até pergunta para a banda se é possível executá-la, mas oferece esta canção diante da negativa. Rara desde setembro de 1973, é rendida de forma sentimental e agrada muito aos ouvidos.

- 17. Danny Boy:  "Senhoras se senhores, vocês pediram antes uma canção que acabou de sair no novo álbum...", Elvis tenta introduzir antes de ser interrompido por outros pedidos da plateia e o fã que novamente requisita "The Last Farewell". A verdadeira joia rara do show está aqui, pois ela não havia sido ensaiada e tanto Elvis quanto sua banda e backing vocals começam a executá-la no escuro. A incerteza é palpável no início, mas a finalização é linda e muito emocionante. O que a torna ainda mais rara é o fato de ser a única vez em que Elvis a rendeu - e ela graças a Deus foi capturada em soundboard.

- 18. Hound Dog: O sucesso estrondoso de 1956 é rendido de forma padrão para a época.

- 19. Funny How Time Slips Away: Depois de entregar alguns lenços para fãs, Elvis canta a música que em diversas ocasiões assinalou a chegada do fim do show. A versão é comum e Elvis distribui beijos e lenços durante a execução.

- 20. Can't Help Falling In Love / Closing Vamp: "Senhoras e senhores, gostaria de dizer que vocês foram uma plateia fantástica aqui em Tucson, muito obrigado", Elvis agradece. Os primeiros acordes da canção anunciam o fim inevitável da apresentação e Elvis a executa enquanto novamente presenteia os fãs com beijos e lenços. A fanfarra final é ouvida parcialmente e tudo se acaba, mas a plateia certamente não saiu desapontada.
_______________________________________________________________________________________________________________

VÍDEO (SHOW COMPLETO)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!

LEMBRE-SE: Não postaremos mensagens com qualquer tipo de ofensa e/ou palavrão.

Postagens populares

Creative Commons