ATENÇÃO SEGUIDORES E VISITANTES

ATENÇÃO SEGUIDORES E VISITANTES:
O ELVIS PRESLEY INDEX ESTÁ PASSANDO POR EDIÇÕES. ALGUMAS PÁGINAS PODEM NÃO ESTAR DISPONÍVEIS EM DADOS MOMENTOS. AGRADECEMOS A COMPREENSÃO.

SUSPENSÃO DAS POSTAGENS:
Por motivos de força maior, o número de postagens do site será reduzido por tempo indeterminado.

QUER SER UM ASSINANTE MENSAL? Com apenas R$ 19,90/mês, você nos ajuda a manter o site no ar!

Se você não deseja ser assinante, considere doar qualquer valor clicando no botão abaixo!

I'VE GOT TO FIND MY BABY!

LETRA E TRADUÇÃO: And the Grass Won't Pay No Mind

Título original:
And the Grass Won't Pay No Mind
Título usado por Elvis:
And the Grass Won't Pay No Mind
Títulos alternativos:
---
Letra/Composição:
Neil Diamond
Cantor original:
Neil Diamond
Gravação original:
1968; Geffen
Gravação de Elvis:
17 de fevereiro de 1969; RCA
Disco original:
Gravada por Neil Diamond em 1968 e lançada no ano seguinte, fez parte do mesmo LP de "Sweet Caroline". A versão de Elvis, gravada no American Sound Studio, por ter seu direito assegurado a Chips Moman, é um pouco mais uptempo.


LETRA ORIGINAL

Listen easy, you can hear God calling
Walking barefoot by the stream
Come on to me, your hair's softly falling
On my face as in a dream
And the time will be our time
And the grass won't pay no mind

Saying nothing, lying where the sun is
Baking down upon our sides
My lips touch you, with their soft wet kisses
Your hands gentle in reply
And the time will be our time
And the grass won't pay no mind

Child, touch my soul with your cries
And the music will know what we've found
I, hear a hundred good-byes
But today I hear only one sound
The moment we're living is now
Now, now, now, now, now, now, now

Young birds flying, and a soft wind blowing
Cools the sweat inside my palms
Close my eyes, hear the flowers growing
As you lay sleeping in my arms
And the time will be our time
And the grass won't pay no mind
No, the grass won't pay no mind


LETRA TRADUZIDA

Ouça atentamente, você pode ouvir Deus chamando
Andando descalça ao lado de um riacho
Venha até mim, seu cabelo gentilmente caindo
Sobre meu rosto como em um sonho
E o tempo será o nosso tempo
E a grama não vai se importar

Dizendo nada, deitando onde está o sol
Assando nossos lados
Meus lábios a tocam, com seus beijos doces e molhados
Suas mãos gentilmente respondem
E o tempo será o nosso tempo
E a grama não vai se importar

Criança, toque minha alma com seus lamentos
E a música saberá o que encontramos
Eu, ouço centenas de adeus
Mas hoje ouço somente um som
O momento que estamos vivendo é agora
Agora, agora, agora, agora, agora, agora, agora

Jovens pássaros voando, e o vento soprando fraco
Secam o suor nas palmas das minhas mãos
Fecho meus olhos, ouço as flores crescendo
Enquanto você dorme em meus braços
E o tempo será o nosso tempo
E a grama não vai se importar
E o tempo será o nosso tempo
Não, a grama não vai se importar
_________________________________________________________________________________________________________________

VÍDEOS


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!

LEMBRE-SE: Não postaremos mensagens com qualquer tipo de ofensa e/ou palavrão.

Postagens populares