QUARENTENA NO ELVIS PRESLEY INDEX

O Elvis Presley Index está com atividade reduzida por tempo indeterminado em função da pandemia de Coronavírus.


Apesar de o Elvis Presley Index não ser afetado ou ter a obrigação de fechar ou diminuir seu funcionamento, a parada dos trabalhos será adotada por necessidade de auxílio a familiares nesse momento complicado e a falta de tempo que se instalará com isso.


Postagens esporádicas aparecerão durante a duração da quarentena, por isso é importante que nossos amigos retornem periodicamente ao site para não perder nenhum conteúdo.

I'VE GOT TO FIND MY BABY!

segunda-feira, 25 de maio de 2020

Raised On Rock (Single/LP - RCA, 1973) [CD - FTD, 2007]

Título:
Raised On Rock
Selo:
RCA Victor [APL1 0388]
Formato:
LP
Número de faixas:
10
Duração:
28:00
Vinculado a:
Discografia oficial
Ano:
1973
Gravação:
21 a 26 de julho, 22 a 24 de setembro de 1973
Lançamento:
1 de outubro de 1973
Singles:
"Raised On Rock / For Ol' Times Sake" (01/09/73)



Raised On Rock é o 87º LP de Elvis e 195º trabalho audiofônico (incluindo singles e EPs). Ele contém faixas gravadas entre 21 de julho e 24 de setembro de 1973 nas famosas sessões no Stax Studio de Memphis e na casa de Elvis em Palm Springs.

O ano de 1973 seria o de maiores mudanças na vida de Elvis. Se por um lado o "Aloha from Hawaii" e seu LP duplo tinham sido grandes sucessos, por outro o cantor já não tinha tanta vontade de entrar em um estúdio e gravar as faixas que lhe eram enviadas sempre por uma turma limitada da agência de publicação associada a Parker, a Hill & Range. Sem inspiração, o Rei do Rock preferira ficar nos palcos e não se envolver em sessões de estúdio desde março de 1972, o que, àquela altura, mais de um ano depois, já causava uma correria aos cofres da RCA para suprir a demanda de novas gravações exigidas pelos fãs.

Após o lançamento do LP "Aloha from Hawaii" a gravadora se viu em um dilema ainda maior do que o vivido em 1972, quando teve de recorrer a discos de budget com gravações ao vivo de fevereiro e de estúdio em março daquele ano, bem como sobras de sessões de 1971 e singles de sucesso no passado para manter o orçamento. Com os problemas em seu casamento e a recusa de Elvis em entrar em estúdio para gravar, a RCA agora só tinha como saída reunir sobras de sobras e lançá-las em um disco intitulado simplesmente "ELVIS", cuja recepção era algo obscuro para a gravadora mas acabou surpreendendo com mais de um milhão de cópias vendidas. Em junho de 1973, Parker, que visava o lucro acima de tudo e não estava nada contente com o desânimo de Elvis, arranjou uma reunião com a RCA e vendeu todos os direitos das músicas pré-1973 por um valor muito abaixo do mercado e sem o aval do cantor. Isso possibilitou à gravadora o lançamento de um disco da linha Special Products, o LP duplo também intitulado "ELVIS", que trazia somente os maiores hits de 1956 a 1972.

Por insistência do Coronel e da RCA, Elvis ainda foi obrigado a gravar pelo menos dez músicas novas para um disco de inéditas, mas somente aceitou após ficar sabendo da falcatrua de Parker e perceber que não teria fundos suficientes para cobrir as despesas da oficialização de seu divórcio em outubro daquele ano. Como o Rei do Rock não queria ir até o Studio B em Nashville, alternativas foram buscadas em Memphis. O Sun Studio, procurado primeiro, era pequeno para acomodar Elvis e sua banda; o American Sound era grande, mas já havia fechado suas portas. Sobrava o Stax Studio, que já fora famoso por suas gravações com nomes como Otis Redding, mas que no momento estava em plena decadência e a menos de dois anos de declarar falência.

Com as sessões programadas para começarem em 20 de julho, a tensão se voltava para a questão de que ninguém sabia o que Elvis iria fazer. De fato, ele não foi ao estúdio no primeiro dia e gerou ainda mais preocupações. O cantor foi ao Stax pela primeira vez na noite do dia 21 e não gostou nada do ambiente, reclamando abertamente da precariedade do som e das estruturas, o que se repetiria pelos dias seguintes. Para tentar contornar pelo menos um dos fatores, Elvis utilizou seu microfone particular para capturar sua voz - o que, mais à frente, causaria outro problema: na madrugada do dia 25, a peça sumiria do estúdio e faria o cantor ter um acesso de raiva que o levaria a abandonar as sessões e se autodeclarar em férias, indo para sua casa em Palm Springs, na California.

Mas antes disso, Elvis fez algumas gravações para um disco que ainda não tinha temática definida. No primeiro dia foram gravadas quatro músicas, que seria o número mais alto de trabalho em uma sessão naquele ano; apesar disso, "Take Good Care of Her" só seria usada em 1974 e "It's Diff'rent Now" era apenas um ensaio, deixando para o disco vindouro apenas "If You Don't Come Back" e "Three Corn Patches". Na segunda sessão "Find Out What's Happening", "Just a Little Bit" e "I've Got a Thing About You Baby" foram obtidas, mas a última ficaria nos cofres da RCA até o ano seguinte. A madrugada de 23 de julho foi a que produziu as melhores músicas, sendo elas "Raised On Rock" e "For Ol' Times Sake", as quais se tornariam o single de promoção para o álbum. No dia 24 Elvis gravou apenas "Girl of Mine" antes de fazer um intervalo que levaria ao roubo de seu microfone. Sem outra saída, a banda permaneceu em estúdio e gravou quatro faixas instrumentais entre aquela noite e a seguinte: "Sweet Angeline", "Good, Bad But Beautiful", "Color My Rainbow" e "The Wonders You Perform".

Com isso, apenas 7 das dez faixas necessárias para um LP foram obtidas. É claro que Parker e a RCA não aceitariam aquilo e, depois de muita discussão, convenceriam Elvis a colocar sua voz em apenas mais três músicas. Ele concordou contanto que não tivesse de sair de sua casa em Palm Springs, pensando que isso ia levar à desistência das outras partes, mas a gravadora foi mais esperta e enviou todo o material de estúdio requisitado para as gravações e as fitas com as faixas instrumentais. O cantor começou a analisar as trilhas e as outras músicas listadas para sua avaliação em 22 de setembro, mas nada o agradava naquela que chamava de "pilha de nada com nada". Como já era seu plano inicial ele colocou voz em "Sweet Angeline", mas os três instrumentais restantes seriam deixados de lado e só viriam a público em 2007 pelo relançamento da FTD. Para a infelicidade da RCA, na noite do dia 23 Elvis deixaria o grupo Voice utilizar seu equipamento para gravar quase um disco inteiro e só produziria exatamente as duas músicas faltantes para seu álbum, "I Miss You" e "Are You Sincere".

O single "Raised On Rock/For Ol' Times Sake" chegou às lojas em 1 de setembro de 1973 e agradou o público. A gravadora então resolveu intitular o trabalho como "Raised On Rock", muito embora a única faixa do estilo fosse aquela mesma. Em seu lançamento em 1 de outubro do mesmo ano o disco foi bem sucedido, vendendo mais de um milhão de cópias apesar de falhar em atingir o Top 10 no Reino Unido e alcançar apenas a 50ª posição nos EUA. O trabalho foi relançado em CD em 1994 sem alterações no número ou posição das faixas. A FTD retrabalhou o disco em 2007, quando o lançou em CD duplo.
_______________________________________________________________________________________________________________

AS SESSÕES DE GRAVAÇÃO

Data:
21 a 26 de julho, 22 a 24 de setembro de 1973
Estúdio:
Stax Studio
845 Chino Canyon Road
Local:
Memphis, Tennessee
Palm Springs, California


               21 a 26 de julho de 1973
               Músicos: Elvis Presley
               Violão: Charlie Hodge
               Guitarra: James Burton, Johnny Christopher
               Baixo: Tommy Cogbill
               Bateria: Ronnie Tutt, Jerry Carrigan
               Piano: Bobby Wood
               Órgão: Bobby Emmons
               Percussão: Joe Esposito
               Backing Vocals: JD Sumner, The Stamps, Kathy Westmoreland, Mary Holladay, Ginger Holladay, Jeannie Greene
               Engenheiro de som / gravação: Al Pachucki, Felton Jarvis

               23 e 24 de setembro de 1973
               Músicos: Elvis Presley
               Violão: Charlie Hodge
               Guitarra: James Burton, Tim Baty
               Baixo: Thomas Hensley
               Piano: Donnie Sumner
               Backing Vocals: Donnie Sumner, Tim Baty, Sherrill Nielsen
               Engenheiro de som / gravação: Rick Ruggieri, Rich Simpson


21 / 22 DE JULHO DE 1973
                                If You Don't Come Back CPA5 4761-09
                                It's Diff'rent Now (Rehearsal) WPA5 2574-01
                                Three Corn Patches CPA5 4762-15
                                Take Good Care of Her CPA5 4763-06

22 / 23 DE JULHO DE 1973
                                Find Out What's Happening CPA5 4764-09
                                I've Got a Thing About You Baby CPA5 4765-15
                                Just a Little Bit CPA5 4766-02

23 / 24 DE JULHO DE 1973
                               Raised On Rock CPA5 4767-10
                               For Ol' Times Sake CPA5 4768-08

24 / 25 DE JULHO DE 1973
                               Girl of Mine CPA5 4769-11
                               Good, Bad But Beautiful (Track) CPA5 4770-NA

25 / 26 DE JULHO DE 1973
                               Color My Rainbow (Track) CPA5 4771-NA
                               Sweet Angeline (Track) CPA5 4772-15
                               The Wonders You Perform (Track) CPA5 4773-NA

22 / 23 DE SETEMBRO DE 1973
                               Sweet Angeline (Vocal Overdub) CPA5 4772-NA

23 / 24 DE SETEMBRO DE 1973
                               I Miss You CPA5 4774-15
                               Killing Me Softly (Voice)
                               Why Me Lord (Voice)
                               In the Sweet By and By (Voice)
                               Are You Sincere CPA5 4775-04
                               Danny's Song (Voice)
                               Aubrey (Voice)
_______________________________________________________________________________________________________________

LOGS DAS SESSÕES







_________________________________________________________________________________________________________________

FAIXAS DO SINGLE E LP RELACIONADOS (RCA, 1973)

RAISED ON ROCK (SINGLE)

1 de setembro de 1973

1. Raised On Rock
2. For Ol' Times Sake


RAISED ON ROCK (LP, RCA)

1 de outubro de 1973

1. Raised On Rock
2. Are You Sincere
3. Find Out What's Happening
4. I Miss You
5. Girl of Mine
6. For Ol' Times Sake
7. If You Don't Come Back
8. Just a Little Bit
9. Sweet Angeline
10. Three Corn Patches









_________________________________________________________________________________________________________________

A VERSÃO DA FTD

Título:
Raised On Rock
Selo:
FTD 065 [88697 12843 2]
Formato:
CD duplo
Número de faixas:
44
Duração:
146:00
Vinculado a:
Discografia FTD
Ano:
1973
Gravação:
21 a 26 de julho, 22 a 24 de setembro de 1973
Lançamento:
Julho de 2007
Singles:
---



Em rara oportunidade desde que o selo FTD foi inventado, a gravadora teve a oportunidade de trabalhar somente com materiais realmente inéditos. Apesar de ser um dos discos menos inspirados dos anos 1970, a temática central ainda assim era bastante voltada ao que ocorria na vida pessoal de Elvis. Das adições mais interessantes disponibilizadas pela gravadora estão as trilhas instrumentais de "Sweet Angeline", a qual foi gravada em julho de 1973 no Stax mas somente recebeu a voz de Elvis dos meses depois em sua casa em Palm Springs, e "Color My Rainbow", a qual infelizmente não tem uma versão vocal. No primeiro CD constam as faixas:

ÁLBUM ORIGINAL
01. Raised On Rock
02. Are You Sincere
03. Find Out What’s Happening
04. I Miss You
05. Girl of Mine
06. For Ol’ Times Sake
07. If You Don’t Come Back
08. Just a Little Bit
09. Sweet Angeline
10. Three Corn Patches
HIGHLIGHTS DAS SESSÕES
11. I Miss You (Take 10-11)
12. Find out What’s happening (Take 6)
13. It’s Different Now (Rehearsal, unedited)
14. Three Corn Patches (Take 1-2)
15. If You Don’t Come Back (Take 5)
16. Girl of Mine (Take 9)
17. I Miss You (Take 5)
18. Three Corn Patches (Take 13-14)
19. Are You Sincere (Take 2)
20. Find Out What’s Happening (Take 8, 7)
21. For Ol’ Times Sake (Take 4)
TRILHAS INSTRUMENTAIS
22. Color My Rainbow
23. Sweet Angeline


Como de costume, a segunda parte das reedições da FTD é dedicada aos melhores outtakes das músicas apresentadas no álbum original. Com uma remasterização impecável, mas que ainda assim deixa clara a precariedade do Stax Studio que tanto irritou Elvis à época, podemos ouvir todo o processo enquanto as canções são trabalhadas à perfeição. Outras duas faixas instrumentais que nunca receberam vocais de Elvis são apresentadas de forma inédita aqui. No segundo CD constam as faixas:

ROUGH MIXES
01. For Ol' Times Sake
02. If You Don’t Come Back
03. Find Out What’s Happening
04. Raised On Rock
05. Three Corn Patches (Including FS)
06.Just a Little Bit
OUTTAKES
07. If You Don’t Come Back (Take 1-3)
08. I Miss You (Take 1)
09. Girl of Mine (Take 1)
10. Find Out What’s Happening (Takes 1,2,4,5)
11. Three Corn Patches (Take 4-6)
12. For Ol’ Times Sake (Take 5-7)
13. I Miss You (Take 10)
14. If You Don’t Come Back (Takes 8, 6)
15. Find Our What’s Happening (Takes 8, 7)
16. Are You Sincere (Take 1)
17. Girl of Mine (Take 3-6)
18. Three Corn Patches (Take 9-10)
19. I Miss You (Take 12-15)
TRILHAS INSTRUMENTAIS
20. The Wonders You Perform
21. Good, Bad But Beautiful

Finalizando a reedição, a gravadora disponibiliza um booklet com 16 páginas de memorabilias, fotos e fatos sobre o disco, as músicas e suas sessões de gravação.

_________________________________________________________________________________________________________________

Postagens populares