PESQUISAR


segunda-feira, 28 de junho de 2021

27 de Setembro de 1957: A última Vez em Tupelo

Elvis, Gladys, Vernon, Parker e o presidente da feira J. M. Savery nos bastidores; Tupelo, 27 de setembro de 1957

Não é novidade que Elvis adotou Memphis como sua casa desde cedo, mas também é sabido que Tupelo nunca realmente saiu de seus pensamentos. No entanto, depois de migrar para o Tennessee em 1948, o cantor nunca teve tempo ou dinheiro de sobra para visitar sua cidade natal. Sua única passagem pelo lugar após isso se deu em 1 de agosto de 1955, quando sua fama mundial ainda não havia se estabelecido e ele era apenas uma das atrações do All-Star Jamboree.

Seu retorno oficial a Tupelo como estrela de fama mundial só se daria em 26 de setembro de 1956, quando fez duas das mais icônicas apresentações do início de sua carreira. Para o evento, a cidade recebeu até 50 mil pessoas na famosa Mississippi-Alabama Fair & Dairy Show. Os concertos foram registrados oficialmente pela 20th Century Fox e a plateia simplesmente demonstrava estar em um estado de histeria total. Tupelo jamais foi a mesma depois daquilo.

Antes de partir para Memphis, o Rei do Rock visitou o prefeito da cidade e disse que vira sua antiga casa e os 15 acres que estavam à venda em torno dela. Em um ato de generosidade, ele devolveu os US$ 12 mil pagos pelas apresentações à prefeitura em troca da construção de um centro de recreação para as crianças e adolescentes de East Tupelo naqueles 15 acres. Sua motivação estava na infância, no fato de que ele e todos os jovens daquela região tinham de ir até o lado mais rico da cidade para se divertir e frequentemente chamados de "lixo branco". Elvis deixou claro que retornaria no ano seguinte para um show beneficente para arrecadar fundos para a obra.

Poster de 1957 anunciando a apresentação de Elvis

O RETORNO EM 1957

Exatamente um ano e um dia após o estrondoso espetáculo de 1956, Tupelo recebeu Elvis novamente. Dessa vez, o show beneficente era menor do que o do ano anterior e a plateia foi estimada em 12 mil pessoas da cidade e arredores. O concerto visava exclusivamente arrecadar fundos para o "Centro de Recreação da Juventude Elvis Presley", o complexo de lazer para as crianças pobres de East Tupelo que o cantor encomendara à prefeitura um ano antes.

Havia tanta empolgação na cidade com a aparição quanto no ano anterior, e levando em consideração sua generosa doação para o centro juvenil, o editorial do principal jornal da cidade teceu uma nota de advertência à comunidade para "que as boas-vindas a Elvis sejam verdadeiramente calorosas". J. M. Savery, presidente da Mississippi-Alabama Fair, previa um público de pelo menos dez mil, com expectativa de passar dos 12 mil. A Metro-Goldwyn-Mayer notificara Savery de que pretendia enviar uma equipe para filmar o show. O Coronel Parker planejava marcar uma entrevista coletiva.

Nesta altura Elvis estava namorando Anita Wood e a imprensa estava mais interessada nisso do que na recente dissolução da banda original do cantor. Mesmo quando a notícia apareceu, semanas antes, ela já fora ofuscada por seu recente retorno a Hollywood. De acordo com Peter Guralnick, o Rei do Rock chegou a Tupelo com Anita Wood e seus pais, junto com Cliff Wood, George Klein, Lamar Fike, Alan Fortas e Louis Harris. 

Elvis, Gladys, Anita Wood e George Klein nos bastidores; Tupelo, 27 de setembro de 1957

Depois de uma grande venda antecipada, a arquibancada estava lotada; a banda - com Hank "Sugarfoot" Garland de Nashville na guitarra e Chuck Wiginton, um amigo de D.J. Fontana de Dallas, no baixo soou bem; O Coronel fez questão de colocar uma grande faixa anunciando que "Jailhouse Rock" estava chegando; e Elvis levou a multidão e a si mesmo ao frenesi usual. Mas de alguma forma não era o mesmo.

Hank Garland era um guitarrista e tanto, mas dava para perceber a diferença em "Don't Be Cruel"; Garland sabia realmente tocar, mas não fazia aquela introdução da maneira que Scotty fazia. No entanto, esta foi apenas a primeira de muitas afiliações de Hank com Elvis. Chuck Wiginton estava baixo e era um exímio baixista, integrante fixo da lista de instrumentistas da casa do Louisiana Hayride. Porém, a mesmo falta de ritmo ocorria com ele.

Elvis e Hank Garland no palco em Tupelo

Às oito e quinze da noite, logo após uma pequena apresentação dos Jordanaires, o cantor adentrou o palco da Mississippi-Alabama Fair & Dairy Show para o delírio da plateia. O show daquele dia não diferiu em muito dos que o Rei do Rock comumente fazia no período, a não ser pelos fatos de que seria uma apresentação somente dele (Elvis ainda fazia poucas aparições solo e permanecia em turnês com vários nomes da música) e ele receberia 60% da arrecadação, e de que Bill Black e Scotty Moore não estariam presentes devido a uma disputa salarial com o Coronel, que acabou por afastá-los de Elvis em 2 de setembro, quando o cantor se apresentara pela última vez antes desta.

Embora não existam informações concretas da lista de músicas dessa apresentação, pode-se estimar quase com certeza que ela tenha sido a que segue:

Heartbreak Hotel
I Got a Woman
When My Blue Moon Turns to Gold Again
Mean Woman Blues
Shake Rattle and Roll
Hound Dog


Há ainda a suspeição da rendição de uma ou outra presente na época, como:

Jailhouse Rock
Treat Me Nice
Don't Be Cruel
I Want You, I Need You, I Love You
Blueberry Hill
Blue Suede Shoes
That's All Right
Too Much
Ready Teddy
Tutti Frutti
All Shook Up
Teddy Bear
I Was the One
Fools Hall of Fame
Love Me
Tutti Frutti
Tryin' to Get to You
Old Shep
I'm Counting On You
Loving You
I Love You Because
Rip it Up


Sejam quais tenham sido as músicas presentes, o dia 27 de setembro de 1957 marcaria a última vez que Elvis retornaria a Tupelo em sua vida.

Elvis e seu grupo no palco com Parker ajoelhado em frente; Tupelo, 27 de setembro de 1957


Na semana seguinte ao show, conversas entre as Elvis, Scotty, Bill e Parker levaram a acertos que garantiriam que o quarteto original estaria novamente reunido na próxima apresentação, em 26 de outubro. Todos tiveram de engolir um pouco o orgulho, mas o que importava é que os Blue Moon Boys haviam voltado e não havia ressentimentos.


ELVIS PRESLEY YOUTH RECREATION CENTER

Contando com os US$ 12 mil de 1956, Elvis doaria um total de US$ 20 mil para a construção do centro de recreação juvenil. A propriedade, incluindo o local e a casa de seu nascimento, originalmente pertencentes a Orville Bean, patrão de Vernon, foi vendida à cidade por uma de suas filhas para esse fim. Ela por acaso era Oleta Grimes, professora de quinta série de Elvis.

Inicialmente, o terreno foi limpo de todos os edifícios e casas, exceto o local de nascimento. A prefeitura e J.M. Savery criaram grandes propagandas em cima do projeto, mas, ao longo dos meses, o que se notava era que a obra andava devagar demais para o valor investido. Em 1961 Elvis decidiu ligar e colocar pressão no prefeito de Tupelo, ameaçando retirar suas contribuições anuais se o complexo não fosse terminado rapidamente. Eventualmente, a cidade construiu um salão de recreação coberto, campo de beisebol, piscina e um playground. Em 1971 Oleta e o East Tupelo Garden Club decidiram restaurar a casa, juntamente com a orientação do pai de Elvis, e abri-la para o turismo.

J. M. Savery (E), o prefeito James Ballard (C) e o vereador Rymond Merchant inaugurando as obras do complexo; Tupelo, 1957

Desde então, diversas modificações foram feitas ao longo das décadas. Em 1990 a piscina do local foi aterrada para dar lugar a novos prédios e atrações. O lugar foi sendo lentamente remodelado e diminuído até que só restasse a casa dos pais de Elvis e um terreno de 5 acres que faz parte das atrações do local.


A MISSISSIPPI-ALABAMA FAIR

As últimas feiras foram realizadas no local no início dos anos 1980 e nos anos 1990 o palco foi demolido. Em 2000, as arquibancadas também foram demolidas. A nova prefeitura foi construída aproximadamente no mesmo local em 2003 e o antigo recinto de feiras agora faz parte do que é chamado de Fairpark District. Nesse mesmo ano, Scotty Moore e D.J. voltaram novamente ao Fairgrounds com Ronnie McDowall e Sonny Burgess and The Pacers como parte do 6º Festival Anual de Elvis Presley.

Em agosto de 2012, uma estátua de Elvis foi inaugurada em Fairpark. Foi o resultado de um esforço conjunto do Tupelo Convention and Visitors Bureau e do Tupelo Elvis Presley Fan Club. É uma representação da foto icônica tirada em 26 de setembro de 1956 por Roger Marshutz, erguida quase na altura original do palco.


Inauguração da estátua de Elvis em Fairpark; Tupelo, 9 de agosto de 2012

_________________________________________________________________________________________________________________

Fotos: Google
Tradução: Elvis Presley Index | http://www.elvispresleyindex.com.br
>> a re-disponibilização desta tradução só é permitida se mantidos os créditos e sem edições.<<
_________________________________________________________________________________________________________________





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!

LEMBRE-SE: Não postaremos mensagens com qualquer tipo de ofensa e/ou palavrão.