quinta-feira, 12 de agosto de 2021

Março de 1974: 20 Dias Fantásticos e a Conquista de Memphis

Elvis adentrando o palco do University Memorial Coliseum com a jumpsuit Orange Sunburst;
Auburn, Alabama, 5 de março de 1974


1974 pode ter iniciado de forma um tanto lenta para Elvis no lançamentos de discos com material novo, mas havia um senso de mudança vindoura no ar. O sucesso da compilação "A Legendary Performer, Volume 1", lançada em 11 de janeiro, parecia ser um ótimo sinal disso.

Quando começou a primeira temporada do ano em Las Vegas, no dia 26 daquele mês, o cantor ainda estava um tanto abalado com seu divórcio três meses antes e seu temperamento era tão forte quanto o do último show do ano anterior, no dia 3 de setembro. Durante a temporada, ele modificaria o repertório para músicas mais a seu gosto e tomaria as rédeas das apresentações. Ali, o medley com partes de cinco músicas que o levaram ao sucesso nos anos 1950 ganhou uma versão mais elaborada e dinâmica do que as primeiras tentativas no ano anterior e "Let Me Be There" ganharia destaque, sendo interpretada até duas vezes em vários shows. Sherrrill Nielsen e seu grupo, o Voice, teriam ainda mais destaque com a participação em "Spanish Eyes" e os solos em "Killing Me Softly", "Bringin' it Back", "I Can't Live Without You" e "Aubrey".

Mas foi em março de 1974 que a melhor temporada de shows de toda a carreira de Elvis ocorreu. Também foi neste momento, depois de morar em Memphis por 26 anos e 13 anos após sua última apresentação ali, que o cantor finalmente conquistou a cidade. De 1º a 20 de março, o cantor realizou sua maior turnê até então, com 24 shows em 20 dias, e a coisa toda foi um estrondo. Estas foram algumas das melhores apresentações do Rei do Rock desde o retorno aos palcos em 1969. Várias cidades foram muito abençoadas com 2, 3, 4 e até 5 concertos. As multidões eram incríveis e a expectativa os excitava. As arenas estavam com ingressos esgotados em todas as cidades pelo menos um mês antes de Elvis pisar no palco.

Tudo começou em Tulsa, Oklahoma, em 1 e 2 de março. Elvis se apresentou para 22.000 fãs em dois shows e teve uma receita bruta de US$ 200 mil. A segurança do evento teve de ser reforçada de última hora porque centenas de fãs queriam chegar perto de Elvis onde quer que ele estivesse e ameaçavam invadir seu hotel ou subir ao palco. Em um momento em que a Máfia de Memphis se preocupava com possíveis atentados à vida do cantor, isso poderia resultar em graves acontecimentos.

Elvis com a jumpsuit White Conquistador no palco da Oral Roberts University;
Tulsa, Oklahoma, 2 de março de 1974

No vídeo abaixo você pode acompanhar o show completo de 1 de março de 1974 (+ apresentação de 21/06/74).

 


Elvis então voltou ao Houston Astrodome no dia 3, durante o Houston Livestock Show and Rodeo. Ele havia feito seis apresentações no local em 1970, atraindo cerca de 207 mil pessoas no total (uma média de 34.500 espectadores em cada), mas desta vez ele se superaria - mais de 88 mil fãs o veriam em apenas dois shows naquele dia, mesmo que os ingressos fossem mais caros do que os habituais (Elvis seria pago pelos promotores do Livestock Show e as performances não faziam parte da turnê oficial).

Como o palco montado no centro da arena era pequeno, a orquestra de Joe Guercio não pode participar das apresentações e até isso foi um sucesso. Ter somente a voz de Elvis acompanhada pela banda TCB e backing vocals providenciou uma espécie de show acústico magnífico. A lotação deste dois shows foi a maior em qualquer evento de um dia na história do Astrodome.

Elvis, com a jumpsuit Nail Mirrored, e sua banda no palco do Houston Astrodome;
Houston, Texas, 14: 30 de 3 de março de 1974


No vídeo abaixo você pode acompanhar o show completo das 14h de 3 de março de 1974
.

 


Elvis chegou a Monroe, Louisiana, no dia 4, para o primeiro de três shows separados na turnê. Os dois próximos aconteceriam em 7 e 8 de março. A programação foi dividida, mas todas as entradas foram esgotadas com semanas de antecedência e muitas pessoas ainda queriam ingressos. 25.500 pessoas viram os três shows, pagando um total bruto de quase US$ 250 mil. É de notar que todos estes concertos esgotaram sem publicidade paga como acontece com muitos concertos de Elvis. Auburn e Montgomery, ambas cidades do Alabama, veriam o cantor entre as apresentações em Monroe, nos dias 5 e 6 de março, respectivamente.

O maior ato da indústria chegou a Charlotte, Carolina do Norte, para dois grandes shows esgotados no Charlotte Coliseum no dia 9. Havia 26 mil pessoas nas duas apresentações e foi gerada uma receita bruta de outros US$ 250 mil. Fãs de todo o sul estavam presentes ou esperando do lado de fora se não pudessem comprar um ingresso. Embora não haja fonte em áudio, há relatos de que as performances em Charlotte foram das melhores de Elvis em toda sua carreira. A empolgação da arena com o cantor andando casualmente no palco foi quase demais para a multidão. Quando Elvis a revelou a águia gigante bordada com lantejoulas na capa de sua jumpsuit, o barulho dos fãs gritando e aplaudindo foi ensurdecedor.

Elvis com a jumpsuit 1973 American Eagle no palco do Charlotte Coliseum;
Charlotte, Carolina do Norte, 20:30 de 9 de março de 1974


Em Roanoke e Hampton Roads, ambas na Virgínia,  Elvis arrecadou quase US$ 200 mil em dois shows nos dias 10 e 11 de março. A próxima parada de Elvis foi no dia 12 em Richmond, também na Virgínia, para o primeiro show na cidade. A venda de ingressos foi tão intensa e o número de fãs foi tão grande que outra apresentação teve de ser encaixada na turnê para o dia 18. Em Greensboro, Carolina do Norte, animados 16.400 fãs compareceram para a ocasião no dia 13. Elvis surpreendeu uma multidão de 12.500 pessoas em Murfreesboro, Tennessee em 14 de março. Este foi o primeiro de dois shows, sendo que o outro, agendado para dia 19, também esgotou os ingressos em horas. Em Knoxville, Tenessee, não seria diferente na apresentação de 15 de março.

No vídeo abaixo você pode acompanhar o show completo de 14 de março de 1974.

 


Mas se os shows até então tinham sido explosivos e muitas cidades haviam pedido e recebido uma segunda apresentação, Memphis, a eleita cidade natal do Rei do Rock, não poderia decepcionar. Fazia 13 anos que Elvis não se apresentava ali e, embora houvesse o medo de que a cidade não aceitasse tanto o cantor quanto ele a aceitava como sua casa, ocorreu uma corrida tão fantástica às bilheterias para o concerto das 20:30 do dia 16 de março que foi preciso arranjar datas para não apenas mais um, mas 4 shows!

Com Richmond e Murfreesboro já marcados para os dias 18 e 19,  foi necessário adicionar uma matiné às 14:30 do mesmo dia, mais dois shows no seguinte e o quinto e último ficou para a noite de 20 de março. As vendas recordes e a empolgação dos fãs levaram o Coronel e a RCA a decidirem que já era hora de um quinto disco ao vivo de Elvis e o palco para isso não poderia ser nada além de Memphis. A gravadora capturou o áudio de cada um dos cinco shows na cidade para poder escolher uma apresentação inteira ou fazer uma compilação das melhores rendições para lançamento.

Quando as luzes se apagaram às 14:30 de 16 de março de 1974, o mundo pareceu ter parado e só o que se ouvia era um emaranhado de gritos e aplausos vindos de dentro do Mid-South Coliseum. Lá fora, milhares de pessoas ainda brigavam por um ingresso e os cambistas chegavam a cobrar 75 dólares cada. Nas bilheterias, centenas se acotovelavam para perguntar se novos ingressos haviam sido confeccionados, o que era sempre respondido com uma negativa. Fãs que atravessaram o país para estar ali se debulhavam em lágrimas por terem perdido a oportunidade. Homens, mulheres e crianças carregavam cartazes anunciando a necessidade de um ingresso. Havia uma força policial tremenda, além dos seguranças de Elvis e homens do governo.

Ambos shows daquele dia foram espetaculares. JD Sumner, The Stamps, Voice e The Sweet Inspirations esquentaram a plateia por bons 30 minutos até que o comediante Jackie Kahane contasse suas piadas por mais meia hora. Iniciando com a habitual fanfarra "Also Sprach Zarathustra" e caindo direto para "See See Rider" e a entrada triunfal de Elvis, a apresentação já prometia. "I Got a Woman / Amen" foi interpretada em uma versão com metade do tempo costumeiro de 1975 em diante e de forma muito mais vibrante. Ao fim desta, o simpático "Hello, Memphis!" de Elvis simplesmente traz o Mid-South Coliseum abaixo.

Elvis interpreta "Suspicious Minds" com a jumpsuit 1973 Arabian no palco do Mid-South Coliseum;
Memphis, Tennessee, 20:30 de 16 de março de 1974

Os medleys de sucessos dos anos 1950 foram muito melhor interpretados e mais bem recebido aqui do que em qualquer outro lugar no último ano. Elvis usou algum material novo, como a canção Gospel "Help Me", lançada em single, e "Why Me Lord". "Let Me Be There", "Steamroller Blues" e "Johnny B. Goode" foram alguns dos pontos mais altos dessas apresentações. Se algo era claro, isso era que Elvis saía renovado da experiência e preparado para dar o melhor de si no dia seguinte.

No vídeo abaixo você pode acompanhar o show completo das 14:30 de 16 de março de 1974.

 

Novamente às 14:30, o Mid-South Coliseum presenciou o primeiro show do dia 17 de março. A plateia mal conseguiu conter sua excitação quando Elvis pisou no palco. As rendições de "See See Rider" e "I Got a Woman/Amen" ganharam versões mais ritmadas e com tempo mais rápido. A atmosfera se acalmou  a partir de "Love Me", mas o lugar vinha abaixo toda vez que um clássico dos anos 1950 era rendido. Uma adição muito bem, vinda ao repertório desta tarde foi "Heartbreak Hotel", que não era interpretada há sete meses. O entusiasmo estampado no rosto de quem saía do concerto criava uma enorme expectativa e enchia a atmosfera de eletricidade entre os fãs que já esperavam pela apresentação da noite.

Elvis com a jumpsuit Fire no palco do Mid-South Coliseum;
Memphis, Tennesee, 14:30 de 17 de março de 1974

Às 20:30 daquele dia, o espetáculo não foi diferente. Os flashes das câmeras eram tão intensos quando Elvis adentrou o palco que a arena parecia ter sido invadida por milhares de luzes estroboscópicas. O "Olá, meu nome é Wayne Newton!" logo após "I Got a Woman/Amen" anunciava que Elvis estava de ótimo humor, embora soasse um pouco cansado. "Trying to Get to You" foi rendida em meio a risadas espirituosas do cantor, que brincava com a plateia e sua banda. "Steamroller Blues" e "Polk Salad Annie" foram das músicas mais bem recebidas da noite, perdendo apenas para "That's All Right", retirada do repertório em junho de 1972 e rendida somente uma vez desde então, em 29 de janeiro de 1974, antes desta.

No vídeo abaixo você pode acompanhar o show completo das 20:30 de 17 de março de 1974.

 

Depois de revisitar Richmond Murfreesboro nos dias 18 e 19, chegava a tão esperada e hoje comemorada apresentação de 20 de março de 1974 em Memphis. Elvis estava mais solto, brincando bastante com a plateia e cantando clássicos como "Trying to Get to You" e "Lawdy Miss Clawdy" com uma voz poderosa e tão cristalina quanto a das gravações originais. Era imperativo que aquele show completo fosse lançado em um LP duplo, mas isso deveria passar pelo Coronel antes. Justificando uma "necessária contenção de gastos", Parker bateu o pé: O disco só sairia se fosse composto de apenas um LP. Em 7 de julho, a RCA lançaria "Elvis Recorded Live On Stage in Memphis" com apenas 15 das 23 músicas presentes no concerto.

Estas cinco apresentações em Memphis consagrariam a relação do Rei do Rock com a cidade. Mesmo que a apresentação de 20 de março não tenha recebido o lançamento merecido na época, a união de Elvis e Memphis finalmente estava concretizada após 20 anos de carreira. Seu show de 25 de fevereiro de 1961 na cidade havia sido uma primeira amostra do que o furacão Elvis geraria, embora pequena, mas ele somente seria realmente coroado como "o Rei de Memphis" naquele fantástico 20 de março de 1974.

Elvis no palco do Mid-South Coliseum com a jumpsuit 1973 Arabian;
Memphis, Tennessee, 20 de março de 1974


Para ler sobre este show em detalhes, CLIQUE AQUI.

No vídeo abaixo você pode acompanhar o show completo de 20 de março de 1974 (+ apresentação de 18/03/74 e ensaios).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário!

LEMBRE-SE: Não postaremos mensagens com qualquer tipo de ofensa e/ou palavrão.

MAIS LIDAS